Ágape! (segredos)

29 jul

Eu sinto as tuas mãos a deslizarem no cetim violeta.
O desejo que vai além das areias do tempo.
O beijo dos ascensos, o aroma das especiarias no ar.
E o chão abaixo dos meus pés tremem…
Ou o meu corpo que responde as tuas carícias?
O véu da noite cai tal mando negro sobre a terra.
Enquanto dos teus olhos chamas iluminam o meu corpo.
Que vislumbre!
O teu corpo pende sobre o meu, atraindo mil primaveras…
Você é o meu deserto certo, o reinado, as dinastias.
Eu sou a água que dá a tua vida.
Eu fui criada de tuas entranhas, sou parte de tua história.
Você é o primeiro ser criado e eu tua senhora.
Assim, pelos jardins de Bab’LOM, formamos a nossa corte.
Criamos as egrégoras, transpassamos os portais de Luz.
Formamos em cópula as cornucópias do poder.
E assim meu Nain, em Ash’IN elevamos nossa sabedoria.
Enquanto após 72 luas – eles nasciam, colorindo os céus.
Na explosão máxima – Na expansão máxima – Do Apogeu.

Luciana Rocha – 29/07/11

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: