Sem travas (Bela Síol)

5 ago

Sou desbocada,
Safada, despudorada,
Quando quero ser devorada.
Sou também fera faminta
E teu corpo meu alimento.
Não me sacio com pouco.
Não me venha com dedos,
Tatos e jeitinho.
Quero muito tesão e pouco carinho.
Quero repetí-lo algumas vezes,
E quero ainda sobremesa,
Um cigarro e um café.
Quero ser comida de pé,
De quatro ou de ladinho,
Da forma mais selvagem que puder.
Quero ser uma fêmea no cio
Quero ser a mais plena mulher.

Bela Síol 05/08/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: