Abismos (Eu por mim….) Bela Síol

22 ago


Sou o que vêem,
Aparências e formas,
Poder, força e decisão.
Sou uma fera que caça,
Sou a guerrreira que luta,
Selvagem e natural.
Uma fortaleza invencível.
Sou tempestade infinita,
Voz de trovão que ecoa,
Riso que ilumina a vida.
Assim sou vista!
Amada, odiada,
Invejada, idolatrada.
Mas no fundo
Só eu me conheço.
No íntimo,
Quando fecho as portas
Do mundo lá fora,
Sou mansidão e desassossego,
Sou a mulher destemida
Segura e senhora de si, sim,
Mas ainda mais no fundo,
Nas profundezas de meus abismos,
Sou apenas uma menina,
Inquieta e sofrida,
Uma menina que brinca,
No quintal de meus sonhos,
À espera do amor.

Bela Síol 18/08/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: