HOMEM (Lu Rocha)

22 ago

Teus olhos
Penetram fundo na alma do corpo lírico.
Visualizo na penumbra gatos oblíquos.
Figuras oníricas que arranham a pele da terra,
Tingindo-a de vermelha…
Entre o mármore quente, liquefeito, torna-se lava fria.
Derrame-se na boca do precipício que o exita.
Eis, o espetáculo!
Tu és um ser graduado, mago do corpo e da mente.
Tatue em teu sexo o clarão das estirpes, do pragmático.
Leve em teu áspero beijo o roçar espinhento
Do “Jardim dos Encantados”.
Enfurne-se entre balões cheios e arrebitados
Que confortam o teu erecto absurdo,
Para que másculo emudeça estático!
E no ápice do combate. Atiça os deuses!
Para meros mortais, escutarem estrondo vindo dos céus.
De lá, observo o teu semblante com olhos solares
A emitir som gutural em pleno êxtase.
Enquanto elas apertam tua pedra filosofal.
Estou em gozo esplêndido.
Possuo o toque de Rei Midas,
Macero ervas benditas,
Recrio unguentos dourados, bálsamos,
Que curarão tuas feridas.
Assim, permaneço íntegra em todos os sentidos.
Pois, o teu líbido penetra entre as coxas do pensar.
Atingindo o ponto G.
Vai derretendo as agruras, elevando-me as alturas,
Bendizendo a contento,
Vou me esbaldando em alegria em teu símbolo fálico!

Lu Rocha – 22/08/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: