Tanto amor por mim… (Bela Síol)

28 nov

Ainda que meu coração,
Um galpão abandonado,
Ecoe gritos de solidão.
Ainda que no meu peito,
Haja uma enchente
De lágrimas e medo.
Ainda que o meu íntimo,
Projete sonhos e poesia.
Ainda que não ocorra a magia do amor…
Ainda assim em dor…
Hei de continuar fiel a mim mesma.
Juro não ser presa fácil,
Não me deixar seduzir
Ou me iludir por palavras…
Prometo um amor incondicional
Ao que sou e pretendo ser.
Não é nada pessoal,
Mas não me rendo a você…
Ainda mais por tão pouco,
Nesse contexto louco,
E quase nada racional.
Juro amar a mim mesma,
Ser fiel a mim mesma
E fazer-me feliz.
Juro andar de mãos dadas comigo,
Acordar-me com beijos,
Me olhar no espelho e tecer elogios.
Juro não me negar presentes,
Não adiar passeios,
Nem fazer-me sofrer.
Mas vou te contar um segredo,
Pra que entendas o enredo.
Tudo isso aprendi com você!!!

14/08/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: