O ano da lua (Bela Síol)

15 dez

 

Entre gavetas reviradas,

E roupas espalhadas pelo chão,

Me vi totalmente perdida,

Cumprindo a previsão do tarot.

A lua que me regeu este ano,

Me trouxe um turbilhão de idéias,

Pensamentos e sentimentos desconexos,

E a certeza das dúvidas que me norteiam,

Num mundo de ilusões,

Ora perdidas, ora dominantes.

Flutuações nas emoções,

Espera paralisante.

A vida pareceu correr além de mim,

Sem que eu pudesse alcançá-la.

Me entreguei ao descontrole,

Até que a nuvem diante dos olhos,

Dissipassem em cores,

De um novo horizonte.

 

Bela Síol 15/12/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: