Pó das estrelas (Bela Síol)

26 dez

 

Posso te achar por acaso,

Tropeçar em você

Ao virar uma esquina,

Esbarrar no teu perfil na internet,

Ser seduzida na balada,

Ou contar com algum cupido amigo.

De alguma forma,

Vou te encontrar, Amor!

E quando meus olhos te encontrarem,

Há de disparar o alarme cardíaco,

E eu apenas ter certeza,

De que vale a pena me entregar,

Mergulhar sem medo,

Numa aventura sem freios,

Me declarar sem rodeios,

E ser correspondida.

Porque o amor não tem medidas,

Nem se contém por limites.

Nem um oceano é obstáculo,

Quando os caminhos,

Foram escritos com o pó das estrelas!

 

Bela Síol 26/12/2011

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: