Vasos (Bela Síol)

23 fev

 

Se um vaso trinca,

Posso colar…

Se quebra posso varrer os cacos,

E jogar no lixo…

E meu coração quando se parte?

Espalhando-se em farelos?

Não há cola e nem vassoura…

A decepção deformou os pedaços,

Ao ponto de não mais se encaixarem.

Não sou de guardar nada quebrado.

Prometo que jamais voltarei,

A entregar meu vaso,

Aos cuidados de quem é descuidado.

Porque afeto tardio não remenda cacos,

Nem apaga as marcas do estrago.

 

Bela Síol 23/02/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: