Ipês amarelos (Bela Síol)

5 abr

 

Caminho macio num tapete de ouro,

Em tardes ventosas da cidade alucinada,

Ignoro os transeuntes distraídos,

Alheios ao espetáculo do momento,

Enquanto me torno dourada por dentro,

Refletindo a beleza do ambiente.

Ouro que cai displicente no solo,

Banhado pelos raios dourados do céu,

Árvores…

Anciãs majestosas que doam beleza,

Dançando com a brisa levemente acalorada,

Que reavivam lembranças infantis,

Do tempo em que falava com fadas,

Sem ao menos saber porque o fazia.

Tempos mágicos que vivem na memória,

Embalando o anil dos sonhos celestiais,

Nesses matizes de vida que me colorem os dias,

Como se existir fosse  eterna primavera.

 

Bela Síol 04/04/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: