Onde está a paixão? (Bela Síol)

29 maio

Às vezes no vazio da cama,
Pergunto onde está a paixão,
Dos olhares com rubor,
E versinhos em papel perfumado,
Escritos e não enviados.
O hoje acabou com a paixão,
E parece não ter sobrado nada,
Do que parece secreto só no íntimo,
Da cara indiscreta que denuncia,
Da gagueira inapropriada,
Quando sente o cheiro e a presença.
Da vontade de andar de mãos dadas,
Quando os pés nem tocam o chão,
Do pensamento vadio e a dor da distância,
Da flor roubada em jardim,
E oferecida com alma de criança.
Do primeiro convite pra sair,
E a indecisão do que vestir,
Mesmo estando nu em sentimento.
Dos eternos minutos de espera,
Pra ver o outro chegar…
A paixão é gentileza,
Que parece ter sido esquecida.
É a tempestade de hormônios e sentidos,
Que se expressa em sutilezas,
Pieguices e outras coisas mais.

Bela Síol 29/05/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: