Amor na ponta dos dedos…(Bela Síol)

15 jul

 

Impossível descrever

O que sinto.

Desde a primeira vez que te toquei,

E nossas mãos se encontraram,

A minha seguiu pro teu ombro,

Dando apoio ao beijo no rosto.

Momento inocente,

Paixão brotando inconsciente,

Se tornando dedos entrelaçados,

Em longos passeios ao luar.

Ainda sou capaz de sentir,

Arrepios e coração aos pulos,

Quando ao teu lado.

Posso tocar-lhe as pontas dos dedos,

Momentos infinitos de silêncio.

Posso escutar tua alma,

E te apertar entre as mãos,

Quando sinto medo.

É paixão o que sinto,

Ao te acariciar os cabelos,

Nos momentos de prazer .

Puro tesão!

E o carinho em teu rosto,

Tentando recuperar a respiração.

E com dedos te desejo,

Te puxo, te abraço,

Te exploro e ofereço cafuné.

Me sinto feliz,

Quando estás ao alcance,

Dos meus dedos andarilhos.

E paz é o que sinto,

Mesmo que por vezes,

Meu toque seja de despedida.

 

Bela Síol 10/07/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: