Vontade que dá e passa…(Bela Síol)

24 ago

 

Às vezes, mas bem de vez em quando dá vontade de ser puta. De perder os freios, me despir de medos, pintar a boca de vermelho, subir no salto e sair pra vida. De ver a vida entre fumaça e música, de ver o tempo passar frenético de noite a noite sem intervalos. Dias que ficam na penumbra da persiana fechada para afastar o sol e embalar o sono. Vida de roda gigante, de co

rpos que sobem, se extasiam e descem sem deixar nada mais que a parcela do escambo. Vida acelerada que passa depressa, roubando a beleza, cravando profundos sulcos na pele e na memória. Vida que apesar de tanta ilusão, parece tão viva, e dinâmica, sem o arrastar das horas, sem a tortura de lembranças, sem passado batendo na porta. Às vezes, bem às vezes dá vontade de ser puta, liberta, sem dono e sem medo do abandono.

Bela Síol 22/08/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: