Último desencontro (Bela Síol)

12 set

Ensaiei tantas palavras,
Pra minha despedida.
No caminho colhi flores,

Derramei algumas lágrimas,
Pensei, repensei,
Decidi e me arrependi,
Difícil dizer adeus,
Quando o coração quer tua presença.
Ilustrei os pensamentos
Com nossas lembranças,
Ouvi os ecos da tua voz,
Sussurrando meu nome,
Nos momentos de entrega e deleite.
Tracei o roteiro,
Com desespero,
Previ o gosto do último beijo,
No derradeiro toque de nossas mãos.
Pude pressentir que me conteria,
Para não olhar para trás,
E te ver ir embora pra sempre,
Mesmo permanecendo dentro de mim.
E eis que você não veio,
Me torturando ainda mais,
Quando as palavras ficaram no ar,
Sem teu cheiro.
A frustração da tua ausência,
Embargou-me a voz,
Sufocando meus gritos e dores,
E não sei bem se por bem ou por mal,
Fui poupada do momento final.
Este foi o último desencontro,
De todos os outros,
Que nos levaram para longe.

Bela Síol 11/09/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: