#MULHER# (Luciana Rocha)

10 nov

Deixa cair o véu azul do céu sobre o teu corpo de relva macia…
Enquanto águas oscilam dançantes entre folhas do tempo – que encharcam o coração da terra. Eis que, na madrugada fria e serena, teus olhos notívagos abrir-se-ão entr

e estrelas do firmamento. Oh! Aurora que beija cílios de regaço manso, de mãos aveludadas. _ Tu és, senhora em Si Bemol na escala dedilhada em doce harpa – siga em suaves passos entre arvoredos; – e, vá em direção à tua cabana. E lá, teça no velho tear um manto negro, entoando canções alvissareiras – para o amado bardo distante. Ele sente o peito preenchido de amor e aquece o andar fervorosamente, colhendo entre trovões, raios fúlgidos de sentimentos.

Luciana Rocha.
10/11/2012.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: