Interna prisão (Bela Síol)

25 dez

prisao

Durante tempos,
Construí barreiras,
E virei esquinas internas,
Fugindo do medo.
Me escondi atrás dos muros,
Criados em minha mente,
Resguardei os próprios segredos,
E vivi no universo paralelo,
Existente dentro de mim.
Aprendi a amar a solidão,
Apesar de sempre esperar o amor.
Hoje, provo o conforto de minha prisão,
Esse calabouço seguro,
Onde não há nada além da razão,
A premeditação das escolhas,
E os passos dados sem excitação.
De que me adianta tanta proteção?
Se chamo de vida o que não tem emoção?

Bela Síol 14/12/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: