Águas passadas (Bela Síol)

26 jan

Image
No dia em que você se foi,
O céu chorou solidário ao me pranto,
Um dia inteiro de nuvens,
Uma eternidade de água em meus olhos, 
A chuva descendo meu rosto,
Tão intensa quanto na vidraça,
Lavava os restos do que fora amor.
Resisti num primeiro instante,
Ainda sentia teu cheiro, 
Ainda queria teu beijo, 
Pensei que pudesse ter colo.
Mas você se foi covardemente, 
Sem dar explicações,
Sem respeitar emoções,
E rompendo compromissos, partiu. 
Então vieram as águas levar minha dor, 
Lavar as ilusões desse falso amor.
Pra meu consolo, restou quase nada,
E hoje em dia de sol, 
Digo: são águas passadas!

Bela Síol 24/01/2013

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: