Ansiedade… (Bela Síol)

20 mar

Image

Simplesmente medo,
Do que nao retenho entre os dedos,
Do que foge de mim ou deixo escapar.
Medo do tempo,
Do que possa o vento espalhar,
Sem que eu possa novamente juntar.
Nem tudo se conserta,
Nessas horas incertas,
Com o medo a rondar.
Me confesso impotente,
Vítima de minha mente,
Que nao sabe esperar,
Me fazendo vagar,
Por dias vazios,
E noites sombrias,
Onde o medo me convida pra um chá.

Bela Síol 20/03/2013

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: