Medo do tempo (Bela Síol)

23 abr

Image

 

 

Tenho medo do tempo,

De gélidos ventos,

Daqueles que roubam,

O presente amor,

As felizes lembranças,

Ou planos futuros.

Tenho medo que a distância,

Na linha do tempo,

Nos apague o brilho nos olhos,

E diminua as batidas cardíacas,

Nos nossos mágicos encontros.

O tempo inveja o amor,

Um jamais envelhece,

O outro por pouco perece,

E somente o amor servido com o tempo,

Se apura qual vinho de raríssima safra.

 

Bela Síol 23/04/2013

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: