O grito (Bela Síol)

3 mar

grito
A noite é fria,
Os lábios cinza,
Uma vida sem vida.
Coração enegrecido,
Apodrece no próprio veneno.
A mente tortura a alma,
Na carne que desfalece.
O corvo espreita o momento,
A justiça identifica a insígnia,
Poupando os seus descendentes.
Nenhuma piedade aos que vacilam,
Apenas o grito do golpe certeiro.
As Morrighans estão nos campos,
Macha reclama sua colheita.
Entregue a Elas o que lhes cabe,
No dia seguinte à batalha.

Bela Síol 03/04/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: